Instituída por Jesus, a Liturgia é a ação da Igreja que manifesta a comunhão com Deus e entre os homens por Cristo nosso Senhor. Na Liturgia o povo de Deus participa da oração de Cristo ao Pai, no Espírito Santo. Deste modo é nele que manifestamos de maneira impar a nossa fé em Jesus e a esperança da salvação.

A Pastoral Litúrgica tem a missão de organizar e estruturar as celebrações litúrgicas em nosso Santuário, particularmente as celebrações solenes e comemorativas.

Neste sentido, se ocupa da formação dos comentaristas, dos leitores, do grupo de música, e do grupo de acolhimento.

Organiza e realiza encontros das lideranças pastorais e paroquianos visando à formação sobre o sentido dos tempos litúrgicos e suas liturgias.

Quem da Liturgia participa ativamente, se oferece a Deus com Cristo, assim agindo promove em todos os ambientes que frequenta a comunhão e a paz.

 

ORIENTAÇÕES LITURGICAS – TEMPO PASCAL

1- A característica é a alegria. A cor branca, flores, tudo é orientado para expressar o sentimento de festa. O rito da aspersão com água deve ser valorizado como memória do batismo. O Círio Pacal permaneça aceso ao lado da pia batismal ou do ambão.
 
2 - No ato penitencial, é muito importante fazer a aspersão com água abençoada durante a celebração da Vigília Pascal.
 
3 - Pode ser muito interessante que o Círio Pascal esteja aceso quando as pessoas chegarem à Igreja, mostrando assim a unidade da Vigília Pascal com o Domingo.
 
4 - Cantar Solenemente a sequência Pascal.
 
5 - Solenizar o Hino de Louvor, com sinos e outras expressões festivas.
 
6 - A celebração da Páscoa continua durante o tempo pascal. Os cinquentas dias que vão do Domingo da ressurreição ao Domingo de Pentecostes, especialmente a “oitava pascal,
são celebradas com alegria como um só dia festivo, antes como “ o Grande Domingo”.
 
7 - O Mistério Pascal é de tal importância na vida litúrgica da Igreja e na vida e atividade apostólica que a sua celebração se prolonga por 50 dias, número cheio de significado, pois exprime também a plenitude da salvação definitivamente alcançada por Jesus ressuscitado e por ele oferecido aos homens.
 
8 - Neste tempo litúrgico, a Igreja faz-nos saborear toda a riqueza de doutrina e de vida, encerrada no Mistério da Redenção. A partir da Vigília Pascal, até pentecostes, como se todo este tempo fosse um único domingo, a liturgia revive, na alegria e na exultação, os diferentes aspectos do único e grande mistério: “Cristo ressuscitado, nossa salvação”.
 
9 - Esta alegria, que tem sua expressão no cântico triunfal de Aleluia, com tanta frequência repetida neste tempo litúrgico, nasce da certeza de que Jesus Cristo está vivo e presente no meio de nós, como indica o Círio Pascal,
que continua a iluminar as nossas assembleias, até Pentecoste.
 
10 - Os cinquentas dias da Celebração Pascal são uma celebração antecipada dos bens do Céu, do tempo de alegria, que virá depois, do tempo do repouso, da felicidade e da vida eterna.  
                                                    
 

 

OBS.:

As reuniões da Pastoral da Liturgia serão sempre à confirmar. 

 

Para baixar aquivos para a missa clique aqui.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e receba
informações da nossa comunidade.

Fale Conosco

ERua Fonseca Teles, 109 
São Cristovão
Rio De Janeiro - RJ
    CEP 20940-200

T21 2580-6992