A inspiração nasceu quando o padre Francisco Xavier Gautrelet lecionava no Colégio da Companhia de Jesus, na França, em 1844, e percebeu que os jovens estudantes desenvolviam grande ansiedade de participarem das missões jesuítas, na qual os sacerdotes partiam para outros países propagando o cristianismo. Ele os ensinou que não precisavam parar os estudos para ajudar, podiam contribuir ofertando suas orações diárias. Formaram, então, o Apostolado da Oração. A iniciativa foi tão bem recebida pelos alunos, que os jesuítas disseminaram-na por todo o mundo. O principal expositor da ideia foi o padre Ramière, considerado um dos fundadores do movimento. Até hoje, o Apostolado tem a orientação dos padres jesuítas e o superior geral da ordem também é do movimento.

O movimento é constituído por núcleos, que representam cada paróquia onde ele se faz presente, e esses são formados pelos zeladores, nome dado aos integrantes. Atualmente, a Arquidiocese do Rio conta com 300 núcleos e, de acordo com o último Censo, feito em 2008, são mais de quatro mil zeladores. No mundo todo, os zeladores recebem, mensalmente, duas intenções: uma universal e outra pela evangelização, escolhida pelo Papa.

Desde o princípio, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus faz parte da espiritualidade do Apostolado. Tanto que, nas orações diárias, está sempre presente a prece: "Jesus, manso e humilde de coração, fazei nosso coração semelhante ao vosso".

  •  Reunião toda a primeira sexta-feira do mês às 17h com Adoração ao Santíssimo Sacramento

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e receba
informações da nossa comunidade.

Fale Conosco

ERua Fonseca Teles, 109 
São Cristovão
Rio De Janeiro - RJ
    CEP 20940-200

T21 2580-6992